Como saber se você está lidando com narcisistas abusivos



Muitas pessoas não têm certeza se estão ou não sofrendo abuso narcisista.


A dissonância cognitiva e a confusão que acompanha o abuso podem ter muito a ver com isso.


John Sandford descreveu o Transtorno da Personalidade Narcisista como, “Ter sentimentos excessivos de auto-importância, reage às críticas com raiva. Tira vantagem das outras pessoas e desconsidera os sentimentos dos outros. ” Estima-se que 1 em 200 pessoas nos Estados Unidos sofre de Transtorno de Personalidade Narcisista. São mais homens do que mulheres.


Se alguém te machucar e não for capaz de pedir desculpas de forma genuína, essa pessoa continuará te machucando e nunca terá remorso se você continuar com esta pessoa. A verdade é que as pessoas ou têm um caráter decente ou não. Você não pode mudá-los.


Eles exibem um comportamento imaturo e você desiste de partes de si mesmo para obedecer. Os narcisistas ficam irritados com questões pequenas. Eles acreditam que têm o direito de esperar tratamento preferencial. Eles podem ser desagradáveis, exigentes, punitivos e explosivos se não conseguirem o que desejam.


Jeffrey Kluger disse: “O narcisista realmente acredita que ele ou ela é melhor ou mais habilitado do que as outras pessoas e realmente não vê por que esse não é o caso.”


Tópicos que são normais para discutir podem ser arriscados e inaceitáveis ​​para eles. Se essa pessoa não fizer as coisas do seu jeito, ela o abandonará ou ameaçará fazê-lo, fazendo com que você faça algo que está fora do seu conforto para que ela fique.


Você se sente zangado, desconexo e está se comportando de maneiras que normalmente não faria. Se você sabe que tem empatia, pode ter conversas sãs e se dar bem com a maioria das pessoas, mas o narcisista traz à tona o que há de pior em você. Isso geralmente ocorre porque seus limites estão sendo violados e os modos normais de operações humanas não se mantêm.


Os narcisistas afirmam o quão falsas suas acusações são quando você os confronta. Eles discutem com você para manipulá-lo.


Você se pega tentando provar que é uma boa pessoa. Um narcisista pode acusá-lo regularmente de todas as coisas que ele é e faz, por exemplo, mentir e falar sobre você mesmo. Naturalmente, você fica furioso e tenta provar a si mesmo. Este é um ciclo vicioso no qual os narcisistas podem te envolver. Se você acredita que sua integridade, segurança, caráter e bem-estar dependem do que as outras pessoas pensam de você, você é suscetível a esse comportamento.


Você está limpando a bagunça. Você paga a multa dele, faz tudo o que ele pede e até mente para acobertá-lo. Você se concentra neles enquanto negligencia a si mesmo. Ao se afastar, você pode curar e reiniciar sua vida com responsabilidade própria.


Seus limites estão sendo desintegrados. É comum que pessoas com limites fracos se envolvam com narcisistas porque acham difícil falar, se defender ou manter limites. Eles têm que implorar para que seus limites sejam respeitados. Descobrir que o narcisista não tem empatia por você e não concorda com seus limites, leva você a um lugar ainda mais profundo de desespero.


Você se sente viciado e maníaco. Isso é conhecido como vínculo de trauma. Você se sente maníaco e incapaz de parar de contatar aquele narcisista, mesmo quando sabe o quanto se machuca continuamente. Você pode ficar horrorizado ao ver como se sente viciado em alguém que o trata tão terrivelmente. Isso simplesmente não faz nenhum sentido lógico.


Sofrendo de sintomas de abuso. Quando o seu ser interior emocional grita por sua atenção, mas você ainda não se afastou e se voltou para dentro para se curar, você também começa a desmoronar fisicamente. Ansiedade, depressão e problemas ainda mais significativos como Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT) e agorafobia, podem começar a se desenvolver. Você perde o interesse nas atividades, pessoas e autocuidado usados ​​para restaurar sua energia e foco. A vergonha e a dor aumentam tanto que você pode começar a se esconder do mundo.


Conclusão


Se alguém em sua vida não mostra valor e não se importa com seus sentimentos, então o relacionamento não é saudável. Você pode perder muito se for embora. No entanto, ao partir, você pode obter o ganho mais significativo de finalmente voltar-se para dentro, de se integrar de forma a ficar em uma posição de totalidade. Só então você poderá estar no controle de suas escolhas, ter o poder de cuidar de si mesmo e ter uma vida feliz, saudável e genuinamente amorosa.


Fonte: https://www.psychologytoday.com/us/blog/the-upside-things/202105/how-know-you-are-dealing-narcissistic-abuse



Esta postagem não substitui a psicoterapia.

Procure um profissional da área para ajudá-lo.



Ivana Siqueira

Psicóloga Clínica

CRP 05|40028


Rio de Janeiro - RJ

Atendimento presencial e online

contato@ivanapsicologia.com



13 visualizações0 comentário